Veículos novos
Fale conosco pelo
WhatsApp (51) 99649-7570
  • Veículos novos
  • Semi-novos
  • Assistência
  • Seguros
  • newsletter
  • Empresa
  • Notícias
  • Entre em contato
Conheça as demais
empresas do grupo:


Design futurista e novas tecnologias marcam Kia Sorento


Após oito anos do bem sucedido Sorento, com vendas globais de quase 900 mil unidades, a Kia Motors aposta no design futurista e nas novas tecnologias do novo Sorento para ganhar mais mercado na categoria de SUVs médios.

 

 

O Kia Sorento original foi um veículo ‘referência’, que levou a marca sul-coreana para uma nova área do mercado automotivo em todo o mundo. Lançado em 2002, deu um grande passo para a Kia Motors, ao desafiar muitas marcas tradicionais da categoria e ao iniciar o processo de mudança da percepção pública da marca Kia como um fabricante de veículos de passeio.

 

O Sorento ganhou repercussão na mídia e reconhecimento público por seu estilo inovador, durabilidade, capacidades off-road e custo-benefício. Nos oito anos seguintes, atraiu milhares de clientes que não haviam considerado a compra de um Kia, e alcançou a venda global de quase 900 mil unidades.

 

No seu lançamento, o Kia Sorento original deu um ânimo visual no segmento de SUVs, com grande destaque para a aparência. Agora, sob a direção do chefe de Design da Kia (CDO), Peter Schreyer, a equipe de design teve como objetivo proporcionar um estilo futurista com uma sensação de poder e dinamismo, para mais uma vez diferenciar o SUV da Kia de seus potenciais rivais, incorporando o novo DNA de design da Kia no novo Sorento.

 

O novo Sorento, de cinco ou sete lugares, é um SUV mais longo, mais baixo e mais elegante, com uma série de novos atributos que proporcionam benefícios aos clientes. O conforto e a dirigibilidade estão mais flexíveis e mais ágeis. A cabine está mais espaçosa e mais luxuosa. O veículo oferece desempenho aprimorado e consome menos combustível. O novo Sorento apresenta personalidade mais forte e distinta, que incorpora a nova linguagem de design da Kia ao mesmo tempo em que transmite precisão e modernidade.

 

Durante o desenvolvimento do novo Sorento, os engenheiros da Kia abandonaram a estrutura do antigo chassis e desenharam uma nova estrutura em monobloco com espaço para até sete ocupantes. O método de construção fez com que o novo Sorento perdesse 215 kg, dependendo da versão, em comparação com o Sorento anterior – apesar de o novo modelo incorporar vários itens relacionados à segurança, tecnologia e conforto.

 

A nova carroceria permitiu aos engenheiros priorizar oito áreas-chave de desenvolvimento – desempenho líder no segmento, economia de combustível, redução de emissões, melhoria na dirigibilidade on-road, melhor resposta, mais espaço e conforto na cabine, segurança acentuada e introdução de novas tecnologias.

 

A nova e alongada carroceria criada para o novo Sorento teve suas colunas A reposicionadas, permitindo o deslocamento de seu painel para frente, além de prolongar a sua traseira estendida. Tais mudanças garantem que a cabine seja muito mais ampla que no modelo anterior. A qualidade percebida da cabine foi acentuada e as funções de alta tecnologia disponíveis incluem smart key, botão start, câmera de marcha à ré e teto de vidro panorâmico.

 

Ao acompanhar as tendências do mercado internacional, a Kia Motors tem reduzido o tamanho de alguns dos motores disponíveis para o novo Sorento, como o do motor V6 à gasolina, passando-o de 3,8 litros para 3,5 litros. A dirigibilidade do novo Sorento foi alterada e inclinada para uma direção mais on-road, sem esquecer os reconhecidos talentos off-road do modelo original.

 

O mais novo SUV da Kia está disponível com sistema de tração 4x2 ou 4x4 e, no Brasil, somente com transmissão automática sequencial (CVVT), em uma seleção de 6 cores exteriores, com uma ampla variedade de equipamentos de série e opcionais.

 

A fabricação do novo Sorento na Coreia do Sul começou em maio de 2009, na planta de Hwasung. O Sorento também será fabricado na nova planta da Kia nos Estados Unidos, em West Point, na Georgia, para atender à demanda para este veículo em toda América do Norte.

 

 

 

 

 

 

Estilo e design - Mais longo e mais baixo, o novo Sorento traz um estilo elegante e um toque futurista ao mundo dos SUVs urbanos. Com perfil veloz, molduras de rodas acentuadas e grande área envidraçada que proporciona sensação de liberdade, o novo SUV tem aparência moderna e esportiva. 

 

Com seus 4,7 metros de comprimento, o novo Sorento eleva o design automotivo para um novo nível de sofisticação, introduzindo uma ousada sensação de poder e dinamismo. Os projetistas do novo Sorento também alcançaram uma significativa redução no arrasto aerodinâmico, com Cx de 0,38 contra 0,425 do modelo anterior.

 

"O design dinâmico do novo Kia Sorento adota linhas retas e limpas para criar um aspecto robusto e ainda assim refinado. Esportivo e marcante, esse Sorento representa uma nova geração de SUV", comenta Peter Schreyer.

 

Em sua frente arrojada, a nova grade de assinatura da Kia combina perfeitamente com o contorno dos faróis dianteiros, criando uma aparência simples, mas marcante. Embora a largura do veículo se mantenha, o porte geral está muito mais forte porque a bitola foi ampliada em 38 mm (frente) e 41 mm (traseira) – em comparação com o modelo anterior – empurrando as rodas para as extremidades do veículo.

 

O perfil elevado da linha de cintura, como no novo Cerato, e a coluna C em formato trapezoidal dotam este Sorento de aparência diferenciada. O estilo robusto das linhas inferiores acrescenta um toque dinâmico. O impacto visual gerado pela vista lateral é impulsionado pelas rodas de liga leve de 18’’.

 

A janela traseira ampliada para as bordas externas do bagageiro proporciona à cabine iluminação e espaço. As lanternas traseiras em LED apresentam um aspecto moderno e o para-choque em dois tons com detalhes do tipo colmeia aumentam o estilo esportivo do Sorento.

 

Como opção, um teto panorâmico de duas partes está disponível. A parte traseira é fixa, enquanto a seção dianteira se movimenta e pode ser inclinada para ventilação ou deslizada completamente para trás para apreciar vistas panorâmicas. Optar por este teto não reduz o espaço para a cabeça e, por dentro, uma cortina permite ajustar devidamente o nível de sombra no interior da cabine.

 

O novo Sorento é 95 mm mais longo e 15 mm mais baixo que o modelo anterior. Uma combinação de mudanças – as colunas A e o painel foram movidas para frente, a traseira foi deslocada para trás em quase 70 mm e os assentos da primeira e da segunda linha são de um design elegante – aumenta vastamente o espaço da cabine, permitindo a instalação de uma terceira fila de assentos para o uso de até sete ocupantes.

 

 

Conforto e conveniência - O estilo do interior do novo Sorento passa a sensação de poder e de dinamismo criada pela aparência exterior e gera um ambiente novo, apropriado para seu porte.
 
Entre os itens de conforto e de conveniência, o volante de três raios e maior espessura pode ser ajustado em altura em um intervalo de 40 mm. Por meio do volante, o motorista pode visualizar um outro elemento do DNA de design da Kia – o painel de instrumentos de ‘três cilindros’, semelhante ao painel mostrado nos modelos Kia Magentis, Kia Soul e no novo Cerato, com gráficos claros e precisos.
 
Um painel 'Super Vision’, com iluminação branca, está disponível juntamente com um novo visor digital no fundo do painel. O visor fornece informações sobre consumo médio e instantâneo, nível de combustível atual, velocidade média, duração da viagem, temperatura do motor, hodômetros A e B, bem como avisos quando porta e bagageiro estão abertos.
 
O console central apresenta uma série de comandos intuitivos, como aquecimento, ventilação, controle de áudio e entradas auxiliares. Possui ainda iluminação ‘Negative LCD’ e há também iluminação adicional na soleira da portas da frente.
 
O novo Sorento já vem equipado com um sistema de áudio de quatro alto-falantes e dois tweeters, com MP3, USB e conexão para iPod.
 
O ar-condicionado automático vem com aberturas de ventilação na coluna B para refrescar os ocupantes da segunda fileira e há um canal de aquecimento no piso para os passageiros da terceira fila. O ar-condicionado dual zone e o ar-condicionado independente para os bancos da terceira fila estão disponíveis, assim como um sistema de ‘cluster ioniser’ ou ionizador, que aumenta a qualidade do ar da cabine.
 
Outra característica high-tech do item ‘conforto  e conveniência’ inclui sistema smart key e botão start, câmera de marcha à ré e teto de vidro panorâmico de duas partes.
 
O interior do novo Sorento tem acabamento em couro e três opções de cores: marfim/preto, preto e bege.
 
Praticidade e espaço - A carroceria alongada criada para o Sorento garante que a cabine seja muito mais espaçosa que no modelo anterior, com assentos em três filas para até sete pessoas. Os ocupantes de todas as filas de bancos se beneficiam de mais espaço para pernas e cabeça. O espaço para pernas aumentou em 13 mm (frente) e 27 mm (segunda fileira), para cabeça aumentou 14 mm (frente) e 1 mm (segunda fileira) e, para ombros, em 10 mm (frente) e 7 mm (segunda fileira).
 
Com sua cabine estendida, o novo Sorento é um veículo genuíno de sete lugares, com muito mais espaço para os ocupantes que sentam na terceira fileira, tornando-se o melhor da categoria em acomodar o sexto e sétimo ocupantes. O espaço para cabeça na terceira fileira aumentou 64 mm (para 906 mm) e para pernas 102 mm (para 795 mm), em relação ao modelo anterior.
 
O acesso à cabine também foi melhorado. O assoalho da cabine foi rebaixado em 32 mm e os assentos próximos à porta dobram duplamente para facilitar a entrada e saída dos passageiros da terceira fila.
 
Cada motorista do Sorento será capaz de criar um ambiente ideal de condução, graças ao banco multiajustável. O recuo do assento foi aumentado em 25 mm para acomodar melhor os motoristas mais altos. Os condutores também se beneficiam da mudança no pedal de aceleração para um funcionamento mais suave e segurança reforçada.
 
Assentos dianteiros elétricos estão disponíveis na versão topo de linha, com ajuste de distância, encosto e lombar, além dos ajustes tradicionais.
 
Para maior versatilidade ao acomodar pessoas e bagagens, a segunda fileira de assentos do Sorento é partida em 60/40 e a terceira fileira é 50/50. Os encostos desses assentos dobram quase totalmente para ampliar o espaço disponível de bagagem. A segunda fileira dobra-se 9 graus e terceira fileira 2,5 graus.
 
O espaço para bagagem do Sorento está entre os melhores da categoria, uma vez que a capacidade foi ampliada em 15% graças ao afastamento da porta traseira em 70 mm. Ao utilizar o veículo com cinco lugares, com os assentos da terceira fila rebatidos, a capacidade total é agora de 1.047 litros, 137 litros a mais do que o modelo anterior. A capacidade de carga com todos os assentos na posição vertical é 258 litros, e impressionantes 2.052 litros quando os bancos da terceira e da segunda fileiras estão dobrados para baixo.
 
O espaço de armazenamento na cabine também foi impulsionado com um console central replanejado e muito maior, com capacidade de 15,9 litros – um aumento de 10,1 litros (174%) em relação ao Sorento anterior. Este novo console pode acomodar um notebook de 12,1 polegadas e vem com uma bandeja portátil. 
 
O porta-copos duplo (um grande, um médio) está posicionado paralelo ao câmbio, para dar espaço ao novo console. Espaços de armazenamento adicionais incluem um porta-luvas grande, uma bandeja iluminada no painel central e ‘bolsos’ nas quatro portas. A segunda fileira de bancos também tem um apoio de braços central rebatível com porta-copos duplo.
 
Engenharia estrutural - Durante o processo de design e engenharia para este Sorento, a equipe de pesquisa e desenvolvimento da Kia priorizou uma melhoria significativa no refinamento do veículo e se preocupou em minimizar seu nível de NVH (ruído, vibração e aspereza). Uma excelente base para a criação de um veículo com boas qualidades NVH é uma estrutura rígida e unitária, e o novo Sorento apresenta uma porcentagem muito maior de aço de alta resistência em sua carroceria (70,4%), em comparação ao modelo anterior (40%). 
 
As melhorias na carroceria totalmente nova incluem reforços estruturais nas colunas A, B e C, assoalho e teto. O uso de 60 kg de aço de alta resistência na coluna B e tanto no piso quanto nas barras transversais do teto são fatores chave na criação da estrutura rígida.
 
O novo desenho da carroceria foi evoluindo juntamente com novos designs dos subchassis da frente e da traseira, que permitem que o motor e as suspensões dianteira e traseira sejam montadas com precisão debaixo do veículo. Esses subchassis também permitem que os engenheiros isolem a cabine e seus ocupantes contra choques da estrada e de vibrações geradas por esses componentes.
 
Outras medidas tomadas para reduzir o NVH incluem revestir o cofre do motor com materiais novos, redutores de ruídos, em três camadas, além de injetar espuma isolante de ruído nas seções ocas da carroceria em pontos-chave de transferência de ruído.
 
Outras ações de redução de ruído incluem a criação de uma carroceria mais aerodinâmica, com um coeficiente de arrasto de 0,38, o uso de vidro de 4 mm de espessura nas janelas laterais dianteiras, a forma otimizada da coluna A e revestimento dos espelhos retrovisores para minimizar o ruído do vento, e a instalação de vedações aprimoradas para as portas, especialmente no nível do peitoril, e para as janelas.
 
Os resultados são níveis de ruído com o carro parado de 38 dB (gasolina), enquanto o ruído da cabine aos 110 km/h é de 64 dB.
 
Tecnologia de motores - Dois motores à gasolina totalmente renovados, a começar pelo motor da Kia ‘Lambda II’, de 3.5 litros, equipado com sistema eletrônico atualizado e componentes de baixo atrito, ao mesmo tempo em que possui construção mais leve, com bloco, cabeçote e cárter de alumínio, e diversos componentes de plástico.
 
O motor V6 de 3.470 cc, com 278 cavalos de potência e torque máximo de 34,2 kgm a 5.000 rpm, possui dual CVVT (comando de válvulas continuamente variável para ambas válvulas de admissão e escape), quatro válvulas por cilindro, uma nova bomba de óleo variável e uma terceira fase VIS (Sistema de Admissão Variável).
 
O novo Sorento equipado com motor 3.5 V6, transmissão automática de seis velocidades, acelera de 0-100 km/h em apenas 7,7 segundos e atinge velocidade máxima de 190 km/h. Comparado ao modelo anterior 3,8 litros, o novo Sorento oferece melhoria de 1,5% na economia de combustível.
 
Como o motor V6, o motor 'Theta II’ 2,4 litros renovado é também equipado com componentes eletrônicos e de baixo atrito, e também possui construção mais leve. Oferece mais potência, maior durabilidade, refinamento e redução de consumo de combustível e emissões. Esse DOHC de quatro cilindros de 2.349 cc tem CVVT dual, quatro válvulas por cilindro e possui construção de alumínio para economia de peso. A potência máxima é de 174 cavalos a 6.000 rpm e torque máximo de 23 kgm a 3.750 rpm.
 
Os componentes do Theta II incluem uma corrente de comando ‘silenciosa’, um catalisador integrado no sistema de escape para liberar mais potência, que foi redesenhado para reduzir a temperatura dos gases de saída e melhorar a eficiência de combustível em alta velocidade e um suporte para minimizar vibração.
 
Equipado com o motor Theta, o novo Sorento acelera de 0-100 km/h em 10,5 segundos e atinge uma velocidade máxima de 190 km/h.
 
Sistema de transmissão – Ao mercado brasileiro só desembarcam Sorento dotados de transmissão automática de seis velocidades, inovadora por ser a mais compacta unidade entre as disponíveis em qualquer lugar do mundo. Esta unidade dispõe de 62 peças a menos que uma unidade de cinco velocidades, é 54 mm mais curta, pesa 12 quilos a menos e aumenta a economia de combustível em até 12%. Parte da economia de combustível resulta do inovador ‘Neutral Control’, que muda automaticamente a transmissão de 'D' para 'N' sempre que o carro está parado por mais de alguns segundos – reduzindo a carga do motor.
 
Uma reestruturação inteligente da unidade de controle de pressão hidráulica permite que as oito válvulas solenóides da transmissão sejam individualmente calibradas na montagem dos veículos, para assegurar mudanças de marcha ultrarrápidas, suaves e precisas em toda a gama de velocidades do motor.
 
Na cabine, o sistema de trocas sequenciais oferece ao motorista a escolha entre dois modos de funcionamento. Para condução na cidade, o modo totalmente automático proporciona todos os benefícios usuais. Para envolver ainda mais o condutor, o modo sport permite mudanças de marcha manuais sequenciais.
 
Com essa transmissão, o Grupo Kia-Hyundai se junta à elite de apenas três fabricantes de automóveis (Toyota e GM/Ford) que desenharam, desenvolveram e construíram suas próprias transmissões automáticas de seis velocidades.
 
Os clientes do novo Sorento podem escolher entre dois sistemas de transmissão (4x2 ou 4x4) para melhor se adequar às habilidades on-road e off-road do novo veículo da Kia ao estilo de vida individual. O sistema 4x2 oferece menor peso (60 kg a menos do que o 4x4), maior economia de combustível e proporciona boa tração on-road.
 
Para quem enfrenta condições de condução difíceis, reboques (pesando até 2.000 quilos) ou off-road, o sistema de tração 4x4 é o ideal. Em condição normal de uso, ele entrega 100% do torque do motor para as rodas durante a rotina na cidade e na estrada. Se usado no modo 4x2, a eficiência do combustível é aumentada em relação ao 4x4. Sempre que uma roda dianteira perde aderência, uma porcentagem do torque é automaticamente transferida para as rodas traseiras para manter o equilíbrio.
 
Para melhor tração e maior segurança ao dirigir em condições escorregadias – tais como chuva, neve, lama, estradas de terra e off-road – o motorista pode selecionar manualmente o ‘Lock Mode’. Esta modalidade divide o torque em 50/50 entre os eixos dianteiro e traseiro – para melhor estabilidade e manutenção que divide uma velocidade de 40 km/h.
 
Suspensão e engrenagem - Determinado a dar ao Sorento uma direção sofisticada e rivalizar com os melhores veículos da categoria SUV, os engenheiros da Kia trabalharam arduamente para garantir que este novo veículo também pudesse oferece respostas precisas e gratificantes para os motoristas.
 
Para o novo Sorento, a instrução dada para a engenharia de suspensão foi mudar um pouco a proporção de manejo para melhorar a experiência de condução on-road, em termos de qualidade e ‘sensação’ de direção – e ainda assim manter a grande maioria das habilidades off-road do modelo anterior. A suspensão foi reduzida em 10 mm, dianteira e traseira. Graças à nova estrutura em monobloco, o centro de gravidade foi rebaixado em 54 mm. Dependendo do modelo, a distribuição do peso dianteiro/traseiro do veículo descarregado varia de 58/42% para 59.5/40.5%.
 
A suspensão dianteira Double Wishbone do modelo anterior abre caminho para a MacPherson, mais leve, barata e muito mais compacta. Elas são montadas em um subchassis hydro-formed leve. A fixação do subchassis e das buchas em toda a suspensão tem sido solidificada para proporcionar uma direção mais esportiva e melhor ‘sensação’ ao dirigir, sem afetar a suavidade e sem transmitir vibrações para a cabine.
 
Na traseira, a suspensão não-independente do modelo anterior é dispensada em favor de uma nova e independente suspensão multi-link, também montada em um subchassis. As molas são realinhadas para reduzir a movimentação e a fricção.
 
Embora o foco de tratamento tenha sido deslocado para a direção on-road, o novo Sorento continua apto a performances off-road. O ângulo de aproximação é de 25,1 graus, o ângulo de saída de 23,1 graus e o ângulo de rampa de 17,1 graus.
 
Para o controle preciso do veículo e boa dirigibilidade, o Sorento usa um sistema hidráulico progressivo sensível à velocidade hidraulicamente assistida de pinhão e cremalheira.
 
Para potência máxima de frenagem, todos os modelos do novo Sorento estão equipados com sistema de discos nas quatro rodas. Discos ventilados dianteiros de 321 mm estão ajustados, enquanto a traseira apresenta sistema de frenagem de 302 mm com discos sólidos. Como equipamentos de série, sistemas ABS e EBD.
 
Seguranças ativa e passiva - A Kia Motors coloca a segurança das pessoas que utilizam seus produtos como prioridade e investe pesado em pesquisas e desenvolvimento para garantir que seus veículos sejam projetados e equipados para alcançar os mais altos níveis de proteção ativa e passiva dos ocupantes.
 
O Sorento ganha uma gama de sistemas e equipamentos de última geração de série ou como opcionais, dependendo do mercado, para garantir que possuir e dirigir este novo SUV será uma experiência segura e agradável.
 
Tecnologias de segurança ativa que podem ser especificadas pelos compradores do Sorento incluem ESC (Electronic Stability Control) e vários sistemas para aumentar a performance de frenagem em condições extremas.
 
De série na versão V6, o ESC é um sistema comprovado de redução de acidentes muito elogiado pela organização Euro NCAP e será obrigatório para os veículos novos vendidos na Europa a partir do final de 2011. Os sensores monitoram o progresso do veículo e, em seguida, reduzem a potência do motor e/ou aplicam os freios individuais a fim de corrigir erros de trajetória e atenuar possíveis situações de capotamento, garantindo que o carro siga o curso pretendido pelo condutor.
 
Usando os sensores eletrônicos que fazem parte do sistema ABS, o BAS (Brake Assist System) reconhece quando o motorista executa uma parada de emergência e oferece máxima potência de frenagem para garantir a distância de parada mais curta possível. Além disso, o EBD monitora a carga do veículo – o peso combinado de passageiros e carga – e ajusta a distribuição da pressão de frenagem na frente e atrás para maximizar a potência da parada.
 
Boa visibilidade é um aspecto importante para uma direção segura e o Sorento pode ser adquirido com faróis HID (High Intensity Discharge), o Xenon. Estas lâmpadas, que apresentam auto-nivelamento automático, têm 2,5 vezes a potência das lâmpadas regulares de halogênio e quatro vezes a vida da lâmpada, sendo ainda 30% mais eficiente.
 
Assim como aperfeiçoou o NVH, a carroceria robusta do Sorento oferece benefícios reais de segurança passiva, como mais resistência ao impacto. Usando uma porcentagem muito maior de aço de alta resistência (70,4%), o novo veículo alcança excelente rigidez e resistência. 
 
Foi dada especial atenção às áreas da coluna B, com um aro de capotamento incorporado às colunas B, e aço muito mais forte foi usado nas laterais e no assoalho. Proteção adicional contra impactos laterais é fornecida pelos acabamentos inferiores das portas, com áreas mais amplas e planas para minimizar lesões na bacia durante um impacto lateral.
 
A carroceria do novo Sorento foi projetada para alcançar a pontuação superior, de 5 estrelas, no EuroNCAP na Europa e nos crash tests do NHTSA nos Estados Unidos e a pontuação ‘Bom’ (a nota máxima) nos testes do IIHS para impactos frontal e lateral.
 
No interior, o novo Sorento – em sua versão de entrada – é equipado com airbags duplos dianteiros de série. Nas demais, além destes, os airbags laterais dianteiros e os airbags do tipo cortina (ligados aos sensores de capotamento, bem como aos sensores de impacto), total de 10 airbags, oferecem proteção para a cabeça de todos os ocupantes. Ambos os bancos dianteiros podem ser equipados com encostos de cabeça ativos. Eles se movem para frente durante colisão traseira para minimizar o movimento da cabeça dos ocupantes e protegê-las contra lesões cervicais.

 

 

 

Fonte: Kia Motors do Brasil - Jacson Miguel Stulp (CaseMKT)

 

 



Itens relacionados:

Array ( [2] => 0.023758888244629 [3] => 0.25960993766785 [4] => 0.26161599159241 [5] => 0.6004900932312 [6] => 0.85179400444031 [7] => 0.85187196731567 )

Array ( [1] => A [18:53:14][1548276794.8113]\n [2] => BA [18:53:14][1548276794.835]\n [3] => BX [18:53:15][1548276795.0709]\n [4] => CA [18:53:15][1548276795.0729]\n [5] => CB [18:53:15][1548276795.4118]\n [6] => CC [18:53:15][1548276795.6631]\n [7] => CD [18:53:15][1548276795.6631]\n )